Debate sobre terapia com animais ganha corpo em Brasília

Tema foi discutido durante audiência pública na Câmara dos Deputados

Tema foi discutido durante audiência pública na Câmara dos Deputados

Uma prática que já vem sendo utilizada há anos, deve finalmente ser regulamentada: a Intervenção Assistida por Animais (IAA). O assunto foi debatido durante audiência pública em Brasília e está na pauta da Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência (CPD).

O debate, com transmissão ao vivo pelo site da Casa, possibilitou a participação de pessoas de todo o país, em uma discussão aberta com profissionais da área, sociedade e parlamentares, para esclarecer alguns aspectos sobre o tema e regulamentar a atividade.

O deputado catarinense Rogério Peninha Mendonça (PMDB) acredita que esta é uma ótima iniciativa: “Em Santa Catarina, por exemplo, temos observado diversas iniciativas que deram muito certo. Em Rio do Sul tem o projeto de Equoterapia, a terapia com cavalos, que é uma parceria da Apae e também do Instituto Federal Catarinense da cidade. Já em Blumenau, a Mayla, uma cadela mascote da Defesa Civil do município, tem interagido muito bem com os pacientes da ala infantil do Hospital Santo Antônio. Temos que apoiar mais iniciativas como essas, e a regulamentação é o primeiro passo para isso”.

Durante o encontro, o fisioterapeuta Vinicius Ribeiro, que é integrante da Associação que atua nas Terapias de Educação Assistida por Animais (TAC), falou sobre a oportunidade de contribuir com o projeto. “Nós observamos alguns detalhes que precisam ser alterados no texto, como por exemplo, o uso desses animais apenas para terapias com pessoas que possuem alguma dificuldade de locomoção ou deficiência. Nos Estados Unidos já existe um projeto em que cães visitam as universidades em época de provas para redução da ansiedade dos alunos. Esses detalhes fazem a diferença e eu fico feliz de poder contribuir com as alterações”, afirma o fisioterapeuta e pesquisador.

IAA é todo tipo de intervenção terapêutica, de assistência, de apoio, de serviço, de educação ou de lazer que utiliza o animal como parte do processo para melhorar a qualidade de vida e a participação social da pessoa assistida. A Intervenção Assistida por Animais funciona como uma terapia complementar às convencionais, como: fisioterapia, terapia da fala, terapia ocupacional ou psicologia. Este conceito engloba ainda as Terapias Assistidas por Animais (TAA), a Educação Assistida por Animais (EAA) e as Atividades Assistidas por Animais (AAA).