Peninha atinge a marca de 500 mil seguidores no Facebook

O político catarinense com o segundo maior número de likes é o governador Raimundo Colombo, com 76 mil. Peninha tem 162 mil seguidores a mais do que os outros 15 deputados federais de SC juntos.

O político catarinense com o segundo maior número de likes é o governador Raimundo Colombo, com 76 mil. Peninha tem 162 mil seguidores a mais do que os outros 15 deputados federais de SC juntos.

O sorriso largo não esconde a felicidade. As mãos, que se movem a cada sílaba pronunciada, apontam a ascendência italiana – assim como a voz alta, que anuncia sua chegada ao gabinete antes mesmo de ele dobrar a esquina no corredor. Deputado federal reeleito, Rogério Peninha Mendonça estufa o peito para dizer quer vive atualmente a melhor fase de sua carreira política, construída em sete mandatos eletivos, sempre com votação crescente: vice-prefeito e prefeito de Ituporanga, deputado estadual três vezes e duas vezes deputado federal. O segredo para tanto sucesso? Saber ouvir e trabalhar: “Sou feliz por natureza, mas me sinto completo quando estou no meio do povo, ouvindo o que as pessoas precisam e fazendo de tudo para resolver os seus problemas”, afirma ele.

Para Peninha, o maior desafio de um político, por incrível que pareça, é saber se comunicar: “Eu não consigo visitar todos os meus eleitores, mas pelas redes sociais eu chego à casa de cada um. A Internet tem sido cada vez mais importante. E não só para divulgar o que faço, mas também para pautar minha atuação. O político que não evolui no mesmo ritmo da sociedade, é esmagado por ela”. Outra forma importante de se comunicar com o eleitorado, na opinião do deputado, é por meio de portais, jornais impressos e emissoras de rádio do interior.

Nesta semana, a página de Rogério Peninha Mendonça no Facebook alcançou a marca de meio milhão de seguidores. O político catarinense com o segundo maior número de likes é o governador Raimundo Colombo, com 76 mil. Peninha tem 162 mil seguidores a mais do que os outros 15 deputados federais de Santa Catarina juntos. “Nunca gastei um centavo para impulsionar publicações. O alcance é todo orgânico, conquistado com meu trabalho no dia a dia”, assegura ele. O projeto de sua autoria que revoga o Estatuto do Desarmamento é o principal responsável pelos números expressivos, admite, mas outras importantes bandeiras acabaram sendo incorporadas ao mandato nos últimos anos e garantem ao deputado catarinense, visibilidade nacional. “Tenho procurado ser a voz de quem defende um Estado mais eficiente em suas obrigações e menos intrusivo na vida das pessoas. Só nos tornaremos um país de fato desenvolvido quando as pessoas tiverem liberdade para criar, inovar e empreender”.

Em Brasília, Peninha é autor de 72 projetos, com destaque para o que acaba com as cotas raciais em concursos públicos, o que obriga o governo a divulgar os valores totais e a destinação do dinheiro arrecadado em multas de trânsito, além da proposta que põe fim à Contribuição Sindical Obrigatória, também chamada de Imposto Sindical. Neste mesmo sentido, o parlamentar também apresentou projeto obrigando as entidades sindicais a prestarem contas ao TCU dos recursos públicos que recebem.