Peninha é o primeiro catarinense a receber o Oscar da Política

Cerimônia do Prêmio Congresso em Foco ocorreu na noite desta quinta-feira, em Brasília

Cerimônia do Prêmio Congresso em Foco ocorreu na noite desta quinta-feira, em Brasília

Esta é a primeira vez que um catarinense integra a lista mais importante da política brasileira, o Prêmio Congresso em Foco. Na noite desta quinta-feira, dia 19, durante cerimônia na capital federal, o deputado Rogério Peninha Mendonça (PMDB) foi agraciado em duas categorias: “Melhores Deputados” e “Defesa da Agropecuária”. Peninha dedicou o prêmio a todos os brasileiros que, assim como ele, também querem um país mais justo e mais seguro. “É uma satisfação imensa receber esse reconhecimento, principalmente por ser um fato inédito para Santa Catarina. Ao fazer história nessa noite, sinto que estou no caminho certo”, declarou.

Em Brasília, Peninha cumpre o segundo mandato de deputado federal. É autor de 75 projetos e já relatou outras 54 propostas. É dele o PL 3722, que revoga o Estatuto do Desarmamento e estipula critérios mais razoáveis para a compra, posse e porte de armas no Brasil. “Este é o assunto que mais repercute aqui dentro do Congresso e, certamente, é o responsável por me projetar ao cenário nacional”, reconhece. Em 2005, por meio de consulta popular, 64% dos brasileiros rejeitaram a política de desarmamento civil. “Minha ideia é simplesmente fazer valer o que já foi decidido nas urnas. A população não aguenta mais tanta insegurança e quer poder se defender. Hoje em dia, apenas os bandidos estão armados”, critica o deputado. Rogério Peninha Mendonça é também o responsável por liberar mais de R$ 170 milhões aos municípios catarinenses.

Veja outros projetos do deputado Peninha:

- PL 7063/14: Aumenta a pena para baderneiros que se envolverem em atos de violência nos estádios de futebol.

- PL 6190/13: Assegura a naturalidade de crianças em municípios sem maternidade – APROVADO.

- PL 3499/12: Altera o Código de Mineração, facilitando o acesso das prefeituras às pedreiras, para utilização do macadame no revestimento das estradas.

- PL 1914/11: Permite que empregadores deduzam do Imposto de Renda, os gastos com planos de saúde de seus funcionários.

- PL 870/15: Acaba com o Imposto Sindical – APROVADO.

- PL 5479/16: Obriga as entidades sindicais a prestarem contas dos recursos públicos arrecadados.

- PL 1327/15: Equipara os rendimentos do FGTS à caderneta de poupança – APROVADO.

- PL 7225/14: Proíbe a instituição de cotas raciais nos concursos públicos.

- PL 5191/13: Fomenta a produção de cerveja artesanal.

- PLC 436/14: Permite que cada Estado legisle sobre a caça e gestão da fauna em seu território.

- PL 7748/14: Obriga que o governo divulgue os valores totais e a destinação do dinheiro arrecadado em multas de trânsito.

- PLP 319/16: Reajusta anualmente o teto do Simples Nacional conforme a inflação registrada nos últimos 12 meses.