Biografia

Saiba mais sobre o Deputado

Currículo

Rogério Mendonça, o Peninha, nasceu em Nova Trento. É filho de Lauro Mendonça e Cremilda Tridapalli. Adolescente, foi morar em Camboriú para estudar na Escola Agrotécnica. Mais tarde se mudou para o Rio Grande do Sul e se formou Engenheiro Agrônomo.

Em 1976, por meio de concurso público, ingressou na antiga Acaresc (atual Epagri) e foi atuar em Ituporanga, no Alto Vale do Itajaí. Peninha teve papel fundamental para que o município fosse reconhecido até hoje como a Capital Nacional da Cebola. O bom desempenho como engenheiro agrônomo e o reconhecimento dos produtores logo o alçaram ao cargo de Secretário Municipal de Agricultura.

Na década de 80, Peninha se filiou ao seu primeiro e único partido, o MDB. Sua trajetória política começou na eleição vitoriosa para o cargo de vice-prefeito de Ituporanga. O trabalho como vice foi reconhecido e, na eleição seguinte, foi eleito prefeito da cidade.

Ao deixar a prefeitura, presidiu a Epagri por dois anos, no governo Paulo Afonso. A atuação, antes regional, passou a ser reconhecida em toda Santa Catarina.

Em 1998, Rogério Peninha Mendonça foi eleito pela primeira vez Deputado Estadual, com 25 mil votos. Quatro anos depois foi reeleito com votação crescente: 35 mil. E em 2006, com 55 mil votos, foi reconduzido à Assembleia Legislativa.

No ano de 2010, com 110.170 votos, foi eleito pela primeira vez Deputado Federal e passou a ser uma voz forte em Brasília. Nas eleições de 2014, foi reeleito com 137.784 votos. Em 2019, assumiu seu terceiro mandato na Câmara dos Deputados.

  1. Peninha começa seus estudos na Escola Agrotécnica, em Camboriú – SC.

  2. Forma-se em Agronomia pela Faculdade Eliseu Maciel, na UFPEL, em Pelotas – RS

  3. Ingressa na antiga Acaresc (atual Epagri) e passa a morar em Ituporanga, no Alto Vale do Itajaí.

  4. Filia-se ao seu primeiro e único partido, o PMDB.

  5. Vence a eleição para vice-prefeito de Ituporanga.

  6. Elege-se prefeito de Ituporanga

  7. Torna-se presidente da Epagri.

  8. É eleito deputado estadual, com 25 mil votos.

  9. Reelege-se com votação crescente: 35 mil votos.

  10. Com 55 mil votos, é reconduzido à Assembleia Legislativa.

  11. Chega à Câmara dos Deputados, com 110 mil votos.

  12. Reelege-se deputado federal, conquistando 138 mil votos.

  13. É eleito para seu terceiro mandato de deputado federal.